Posts Tagged ‘Amor é Deus’

PRESENTE DE DEUS PRESENTE

25/08/2012

Disponibilizado por RUMOS NOVOS – Portugal

TI SPOSERÒ – E VIVA ITALIA!

07/05/2012

DEUS TAMBÉM FAZ CINEMA

22/04/2012

PRESENTE DE DEUS

18/09/2011

Quando é Deus que preenche o silêncio …

VA PENSIERO

25/08/2011

Nessa diáspora da cidadania, nós LGBTs do Brasil também vivemos insuportável opressão

VA PENSIERO

O vídeo de que trata este post é muito especial. É um fantástico exemplo para nós que temos, também, uma “representação parlamentar especial”… A história está narrada no corpo da mensagem abaixo.

No último dia 12 de março, Silvio Berlusconi enfrentou uma realidade. A Itália festejava os 150 anos de sua unificação. E isto aconteceu na Ópera de Roma, com a ópera “Nabuco”, de Giuseppe Verdi, dirigida pelo maestro Riccardo Muti.

Nabuco é uma obra tanto musical como política. Evoca o episódio da escravidão dos judeus na Babilônia, e seu famoso coro “Va Pensiero” – o canto dos escravos oprimidos. Na Itália, este canto é o símbolo da busca de liberdade do povo, que, ao final do século XIX – época na qual foi escrita a ópera -, estava oprimido pelo império Habsburgo, o qual foi combatido até a criação da Itália unificada.

Antes da apresentação, Gianni Alemanno, Prefeito de Roma, subiu ao palco para pronunciar um discurso denunciando a retaliação do Ministro da Cultura, que estava no Governo, apesar de Alemanno também ser membro do partido governante e velho ministro de Berlusconi. Esta intervenção política, em um momento cultural dos mais simbólicos para a Itália, produziria um efeito inesperado, posto que Berlusconi, em pessoa, assistia à apresentação da ópera.

Ricardo Muti, diretor da orquestra, contou que foi uma verdadeira revolução:

“No princípio, houve uma grande ovação do público. Depois, começamos com a ópera, que se desenvolveu muito bem, até chegarmos ao famoso coro ‘Va Pensiero’.

Imediatamente, senti que a atmosfera estava tensa no público. Existem coisas que não podemos descrever; porém as sentimos. Era o silêncio do público que era sentido. Porém, no momento em nos demos conta de que se iniciava o ‘Va Pensiero’, o silêncio se preencheu de verdadeiro fervor. Podia-se sentir a reação visceral do público’ ante o lamento dos escravos que cantavam: ‘Oh pátria minha, tão bela e perdida’.

Quando o coro chegou ao seu final, já se podiam ouvir, na platéia, vários “bis”. O público começou a gritar: “Viva Itália!”, “Viva Verdi!”, “Longa vida à Itália!”. As pessoas da galeria começaram a atirar panfletos com mensagens patrióticas.

Em certa ocasião, Muti havia aceitado de fazer um bis para o “Va Pensiero”, no Escala de Milão, em 1986, visto que para ele a ópera não deve sofrer interrupções. “Eu não queria somente fazer um bis. Teria que existir uma intenção especial para fazê-lo”, relata. Porém o público já havia despertado seu sentimento patriótico. Em um gesto teatral então, Muti se voltou para o público, olhou para Berlusconi e falou: “Sim, estou de acordo com isto. “Longa vida à Itália!”.

Porém… Já não tenho mais 30 anos. Já vivi a minha vida; mas, viajei muito pelo mundo, e hoje tenho vergonha do que acontece em meu país. Então, cederei ao pedido do público para um bis para o ‘Va Pensiero’, novamente. Não é só pela dita patriótica que sinto, senão porque esta noite, quando dirigia o coro que cantou “Ai minha pátria, bela e perdida”, pensei que se seguirmos assim vamos matar a cultura sobre a qual se construiu a história da Itália. Em tal caso, nossa pátria estaria em verdade “bela e perdida”.

(Aplausos, inclusive os dos artistas em cena)

E continuou: Já que reina aqui um clima italiano, eu, Muti, calei minha boca por muitos anos. Quisera agora dizer algo… Teríamos que dar sentido a este canto; estamos em nossa casa, no teatro de Roma, e com um coro que cantou magnificamente bem e acompanhou de forma esplêndida. Se querem, proponho a todos de unir-se a nós para que cantemos juntos.

“Vi grupos de gente levantando-se. Toda a ópera de Roma se levantou. E o coro também. Foi um momento mágico na ópera. Essa noite não foi somente uma representação de Nabuco, mas, também, uma declaração do teatro da capital para chamar a atenção dos políticos”.

Agora, veja o vídeo com os momentos acima descritos. Basta clicar no link abaixo…

http://www.youtube.com/watch?v=gaXE0v0bJoE&feature=related

 

 

DIVERSIDADE

22/07/2011

PRESIDENTA DILMA ROUSSEF

08/06/2011

 

Exma Sra.

Dilma Roussef, Presidenta da República Federativa do Brasil.

 

Entre 28 e 31 de maio último aconteceu em Lisboa o 21º Congresso da Sociedade Européia de Neurobiologia (ENS). Nele o Dr. Jerome Goldstein, diretor do San Francisco Clinical Research Center (EUA) enfatizou que “A orientação sexual NÃO É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA, é principalmente questão neurobiológica pré natal. Existem vínculos inegáveis. Nós queremos torná-los visíveis”.

 

http://www.medicalnewstoday.com/releases/226963.php

 

Ele mencionou a pesquisa sueca da neurocientista Ivanka Savic, do Instituto Karolinska de Estocolmo e os vários estudos com gêmeos, que aliás comentei aqui  há algum tempo; tanto o trabalho sueco como o anglo-sueco da Queen Mary University of London, ambos de 2008.

 

http://www.pnas.org/content/105/27/9403.abstract?sid=319b7033-3b4e-48bc-a3db-e8dba26b1260 

http://www.qmul.ac.uk/qmul/news/newsrelease.php?news_id=1075 

 

 
E veja V. Excia que ele acrescenta: “Temos de continuar a apresentar dados que mostram as diferenças ou semelhanças entre os cérebros dos homossexuais, heterossexuais, bissexuais e pessoas trans sexo. É evidente que a base da orientação sexual está no cérebro e suas diferenças na estrutura e função cerebral, e compete à área da Neurologia”

 

O Dr. Goldstein acrescentou mais… “A neurociência tem muito a oferecer para a compreensão das origens de todas as variações da orientação sexual. A neurobiologia da orientação sexual e do cérebro gay, combinados com outros estudos hormonais, genéticos e estruturais, tem conseqüências de longo alcance para além da orientação sexual. Variadas abordagens já estão surgindo como resultado do reconhecimento das diferenças de orientação sexual e do advento da medicina de gênero específico.”

 

Repare Sra. Presidenta que ele fala em “medicina de gênero específico”. É fantástico e revolucionário.

 

É a última, mais avançada, abalizada e confiável assertiva de que a homossexualidade NÃO É OPÇÃO, é inata. Incontestável.

 

Não é doença, não é opção, é CARACTERÍSTICA INATA.

 

Na certeza de que V. Excia considerará a ciência como parâmetro para as afirmações presidenciais.

 

E pela soberania do Estado Laico.

 

 

GATOS DIVINOS!!!

29/05/2011

Quem disse que Deus não sabe brincar? Não só sabe mas sabe como ninguém!

PRESENTE DE DEUS!

10/05/2011

 

Adauto Tavares, o DUDU… O Glauber Rocha do Movimento Homossexual Brasileiro!

A FORÇA GAY!

08/05/2011

UMA SOCIEDADE DECENTE É UMA SOCIEDADE QUE NÃO HUMILHA SEUS INTEGRANTES

Ministra Ellen Gracie – Supremo Tribunal Federal do Brasil em 5 de maio de 2011 

contribuição do nosso amigo amado Dudu, dA Força Gay! e LGBT Brasil, comunidades do Orkut


%d blogueiros gostam disto: