Archive for the ‘FLASHBACK’ Category

PRESIDENTA DILMA ROUSSEF

08/06/2011

 

Exma Sra.

Dilma Roussef, Presidenta da República Federativa do Brasil.

 

Entre 28 e 31 de maio último aconteceu em Lisboa o 21º Congresso da Sociedade Européia de Neurobiologia (ENS). Nele o Dr. Jerome Goldstein, diretor do San Francisco Clinical Research Center (EUA) enfatizou que “A orientação sexual NÃO É UMA QUESTÃO DE ESCOLHA, é principalmente questão neurobiológica pré natal. Existem vínculos inegáveis. Nós queremos torná-los visíveis”.

 

http://www.medicalnewstoday.com/releases/226963.php

 

Ele mencionou a pesquisa sueca da neurocientista Ivanka Savic, do Instituto Karolinska de Estocolmo e os vários estudos com gêmeos, que aliás comentei aqui  há algum tempo; tanto o trabalho sueco como o anglo-sueco da Queen Mary University of London, ambos de 2008.

 

http://www.pnas.org/content/105/27/9403.abstract?sid=319b7033-3b4e-48bc-a3db-e8dba26b1260 

http://www.qmul.ac.uk/qmul/news/newsrelease.php?news_id=1075 

 

 
E veja V. Excia que ele acrescenta: “Temos de continuar a apresentar dados que mostram as diferenças ou semelhanças entre os cérebros dos homossexuais, heterossexuais, bissexuais e pessoas trans sexo. É evidente que a base da orientação sexual está no cérebro e suas diferenças na estrutura e função cerebral, e compete à área da Neurologia”

 

O Dr. Goldstein acrescentou mais… “A neurociência tem muito a oferecer para a compreensão das origens de todas as variações da orientação sexual. A neurobiologia da orientação sexual e do cérebro gay, combinados com outros estudos hormonais, genéticos e estruturais, tem conseqüências de longo alcance para além da orientação sexual. Variadas abordagens já estão surgindo como resultado do reconhecimento das diferenças de orientação sexual e do advento da medicina de gênero específico.”

 

Repare Sra. Presidenta que ele fala em “medicina de gênero específico”. É fantástico e revolucionário.

 

É a última, mais avançada, abalizada e confiável assertiva de que a homossexualidade NÃO É OPÇÃO, é inata. Incontestável.

 

Não é doença, não é opção, é CARACTERÍSTICA INATA.

 

Na certeza de que V. Excia considerará a ciência como parâmetro para as afirmações presidenciais.

 

E pela soberania do Estado Laico.

 

 

NOTÍCIAS DE CÓRDOBA, ARGENTINA (GRUPO ANGELELLI)

10/06/2010

 
Em 05 de junho de 2010, a redação do jornal argentino La Voz publicou que o Arcebispo de Córdoba, monsenhor Carlos Ñáñes pediu aos padres do Grupo Sacerdotal Angelelli que se retratassem das declarações em favor da legalização da família homoparental, e exigiu que preguem a posição oficial da Igreja.

Segundo La Voz, o Arcebispo reuniu-se com cinco dos padres do Grupo Angelelli, entre eles Nicolás Alesio (autor do conhecido documento) e Víctor Acha (co-signatário), a quem pediu que preguem a voz ofical da Igreja que não aprova o “matrimonio homossexual”.

O comunicado que desencadeou a polêmica foi redatado por Alesio e respaldado por 15 sacerdotes. “Diante da possibilidade de uma lei que permita a pessoas do mesmo sexo estar em “matrimônio” e viver profundamente o amor e a sexualidade, entendemos que aprová-la, acompanhá-la e aprofundá-la nos coloca no caminho do Evangelho de Jesus”, afirma o inicio do documento.

“Se nos pedem que retifiquemos essas declarações, obviamente que o não faremos. Somos pessoas adultas para que nos imponham o que temos de dizer ou fazer”.

“…não está em jogo nenhum dogma da fé católica: é uma opinião da Igreja sobre uma instituição civil…” Alesio reconheceu que é a primeira vez que se emite um decreto dessa natureza em que “nos admoesta e nos pede retratação.”

Completou: “Recebemos a adesão ao grupo Angelelli ao nível nacional…”

Segundo La Voz, Victor Acha foi outro dos sacerdotes a quem Ñáñez chamou para uma conversa privativa no Arcebispado.

“O bispo Ñáñez me pediu que expresse minha adesão aos ensinamentos da Igreja e assinale as diferenças que tenho com as afirmações do padre Alesio na nota que assinei com os outros sacerdotes. Eu lhe manifestei que coincido com os dogmas da Igreja, mas nesse particular tenho uma opinião diferente da que manifestou a conferência dos bispos”, explicou.

“Eu disse a Ñáñez que a Igreja Católica pode fazer todas as declarações sobre o valor do matrimônio heterossexual, mas não tem o direito de pedir à sociedade civil que rechace uma opinião diferente… Alesio manifestou “escuetamente”(?) pontos que são importantes sobre porque se pode aprovar uma lei assim, que pelo lado cristão não contradiz o que prega o Evangelho”, acrescentou Acha.

“Pediu-me adesão aos ensinamentos da Igreja e eu concordo com todos os dogmas católicos, mas há questões que se ensinam na Igreja que são opináveis, que evoluíram e, então, há que se aprofundá-las para dar respostas mais adequadas. Não pode haver um critério único em questões não dogmáticas. Se me perguntarem pela Santíssima Trindade direi: Pai, Filho e Espírito Santo. Mas se dizem que não pode existir amor entre duas pessoas homossexuais, eu digo: errado, pode existir amor”.

Ao contrário de Alesio, Acha negou que Ñáñez tenha imposto alguma sançaõ ou “admoestação”. “O que me pediu o bispo também merece consideração profunda e detalhada. Ele (Ñáñez) aguarda resposta por escrito à sua carta e não me impôs nenhuma sanção. Na conversa que tivemos trocámos pontos de vista, na qual lhe disse que há muitos teólogos e moralistas que pensam o mesmo que eu”, indicou.

A íntrega da matéria em espanhol:

http://www.lavoz.com.ar/ciudadanos/la-iglesia-llamo-al-orden-varios-curas-por-sus-dichos

O AMOR É O ESPÍRITO DE DEUS PRESENTE E VISÍVEL EM CADA UM DE NÓS E NO OUTRO.

29/05/2010
 
GAY CATÓLICO
 
Gay, ou GLBTTTI, é um ser humano com identidade sexual diversa da heterossexual. Esta, a identidade sexual humana dominante e hegemônica. Enquanto espécie é a única diferença.
 
Católico é o humano pertencente à religião cristã universalizada com sede na Santa Sé, o Vaticano. 

Pertinência religiosa é a filiação à uma doutrina de fé no Transcendente Absoluto, Deus.

Jesus de Nazareth, o Cristo é o Filho Unigênito de Deus.

BREVE RETROSPECTO DO BLOG GAY CATÓLICO

No Prólogo tentamos elaborar um panorama da situação dos gays católicos. Triplamente discriminados: pelos gays por serem católicos, pelos católicos por serem gays e pela sociedade heteronormativa. [02]
Contamos apenas um caso em três episódios de como um gay se torna católico a despeito da opressão gerada pela discriminação no meio. [03] , [04] , [05]
Gay nasce gay, mas escolhe ser católico. E escolhe ser católico porque, à exceção da discriminação sofrida por sua orientação sexual, é com a doutrina católica que se identifica, e nenhuma outra responde tão integralmente às suas exigências. A sua “desobediência” será analisada a posteriori. [# in comentários]
Ele entende que há um percurso para – sem perder nada – viver plenamente a sua afetividade e sexualidade. A importância do primeiro encontro, a corte, o namoro, o noivado, e finalmente o casamento que celebra na noite de núpcias. Cada um desses passos tem seu significado sem o qual não compreende a relação com o outro. [09] , [10] , [11] , [12]
Sua religiosidade é isenta de culpa porque acredita em Jesus, quando em Mateus 19, 11-12, revela só a quem é capaz de entender, que desde o ventre materno assim foi formado e que portanto está no Plano de Deus. [13]
Unidos por Deus no casamento, o mistério do Amor  – Deus –  revela-Se na fusão dos cônjuges, na experiência única, real e concreta da ininterrupta Presença do Amor entre ambos, identificando-os um no outro ao ponto de cada um ser dois e os dois… Um.  [14]
E ainda sem deixar de ser, cada um, ele mesmo. É o encontro com o Sagrado que conduz à família homoparental, à educação da prole segundo determinação divina, o envelhecimento na companhia dos seus e finalmente a dignidade da passagem para a Glória do Senhor.  [17]
 

 

FLASHBACK

30/04/2010

FLASHBACK

 

No PRÓLOGO  do nosso blog apresentamos links para dois trabalhos científicos que remetem à evidência de que a homossexualidade é genética e, ou, resultante de fatores intra uterino.

Jesus Cristo, Nosso Senhor, já afirmava isso. Nasce-se gay. PALAVRA DO SENHOR.

Quem documenta essa verdade, essa afirmação, é o Apóstolo Mateus em

MATEUS 19, 11-12

¹¹Ele acrescentou: “Nem todos são capazes de compreender essa palavra, mas só aqueles a quem é concedido. ¹²Com efeito, há eunucos que nasceram assim, desde o ventre materno. E há eunucos que foram feitos eunucos pelos homens. E há eunucos que se fizeram eunucos por causa do Reino dos Céus. Quem tiver capacidade para compreender, compreenda!”

Se você leitor, me permitir, vou colocar aqui meu raciocínio. Simples, sem dúvida, e sem a menor pesquisa ou perspectiva histórica. Puro raciocínio de lógica.

2. “Eunucos feitos pelo homem”. CASTRADOS. Que não se recusavam ao sexo mas que não podiam procriar. ESTERILIZADOS INTENCIONALMENTE.

3. “Eunucos por causa do Reino dos Céus”. NÃO CASTRADOS. Que se recusavam ao sexo porque poderiam procriar e seus filhos poderiam ser um impedimento para dedicar-se a Deus. ESTERILIZADOS INTENCIONALMENTE.

1. “Eunucos desde o ventre materno”. NÃO CASTRADOS. Que não se recusavam ao sexo mas que não podiam procriar. ESTERILIZADOS CONGÊNITOS.

Ora, com efeito, os inférteis e os homossexuais estão neste último conjunto.

Por que haveria Jesus de dizer: “Nem todos são capazes de compreender essa palavra, mas só aqueles a quem é concedido”? E ainda reafirma concluindo: “Quem tiver capacidade para compreender, compreenda!”.

Se Ele só estivesse referindo-se aos adultos estéreis, aqueles que não tinham filhos do casamento, não seria necessário fazer a ressalva de que poucos compreenderiam Suas palavras.

Ou seria? Já que a infertilidade era sempre num primeiro momento atribuída à mulher.

Não. Porque quando a mulher era estéril, era dado ao homem o direito de ter outra mulher. É o caso de Abraão e Sara. Significa então, que era do conhecimento de todos que existiam homens estéreis, e assim não haveria necessidade de ressalvas.

Logo, Ele estava referindo-se APENAS aos que não se recusavam ao sexo, sem com isso passar a idéia de que se referia aos machos adultos estéreis. Quer dizer, Ele estava referindo-se somente aos nascidos sexualmente ativos que recusavam-se ao sexo com mulheres. Os homossexuais.

Conclui-se daí que Ele afirmou, em MATEUS 19, vers 11, que os homossexuais nascem homossexuais.

E é ainda de se reparar que Ele coloca os homossexuais no início da lista de eunucos.


%d blogueiros gostam disto: