HOLOCAUSTO!

O cientista médico Dr. Drauzio Varella afirmou contradizendo sua própria argumentação de defesa aos homossexuais que: “Os pastores de almas que se opõem ao casamento entre homossexuais têm o direito de recomendar a seus rebanhos que não o façam…”

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq0412201036.htm

Somente com a ação das críticas pode se apurar uma falsidade, um embuste, um mentiroso objetivo contido no uso de crenças.”

 (Prof. J. Vasconcelos), em:

http://eleicoeshoje.wordpress.com/2010/12/01/pela-liberdade-de-crer/

 

Generalização falsa. O conhecimento científico não é uma ação crítica sujeita à crença. É um dado inquestionável.

O Mateus pode dizer que o céu é azul porque o vê da Terra e chama o que vê de céu. Mas um astronauta, que o vê da estação espacial nem sequer vê o céu como Mateus, mas o céu que vê não é azul. Porque o fenômeno da refração ali não existe. Então, de que cor é o céu? Nesse caso, a cor do céu depende da definição de céu.

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=65754&tid=5546746453701130345&na=3&nst=21&nid=65754-5546746453701130345-5547229796698825332

“O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu hoje (18/11) que devem ir a júri popular os pais da menina de 13 anos que morreu em 1993 por não receber uma transfusão de sangue. O casal Helio Vitoria da Silva e Ildelir Bonfim de Souza é Testemunha de Jeová, seita religiosa que se opõe a esse tipo de procedimento. Um médico, amigo da família, também foi denunciado.

Três dos cinco desembargadores da 9ª Câmara de Direito Criminal do TJSP votaram pela manutenção de sentença de primeira instância dada, em 2006, pela Vara do Júri de São Vicente. Dois magistrados se manifestaram a favor da absolvição do casal.

http://adav-advocaciaespecializada.blogspot.com/2010/11/testemunha-de-jeova-pais-que-impediram.html

“Em termos conclusivos, num regime de democracia pura, deve se atender aos princípios filosóficos de que a liberdade de crenças e de ideias é ampla em todos os aspectos na afirmação e na contra-afirmação.” (Prof. J. Vasconcelos)

A liberdade religiosa é constitucionalmente protegida assim como a liberdade de expressão. Afirmação que se levada ao absoluto, então, você pode ser um sacerdote do mal que crê que se deve sacrificar vítimas de expiação lançando crianças e adolescentes precipício abaixo, seus proprios filhos, imolando-os em altares incandescentes para atender aos desígnios de seu deus, e, tudo o que posso fazer é criticá-lo?

É óbvio que não. Quando a liberdade de crença fere a verdade científica deixa de ser crença e passa a ser preconceito.

A liberdade religiosa é legítima mas a liberdade de preconceito, não. A liberdade de preconceito é inconstitucional.

Quando o sacerdote, o padre, o pastor afirma que a homossexualidade é um delito, uma doença, absurdamente passível de reversão a um estado anterior que nunca existiu e portanto impossível como afirma a ciência, não é expressão de crença religiosa, é preconceito, é propaganda assassina enganosa. Então, a quem devo reclamar? Ao PROCON?

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “HOLOCAUSTO!”

  1. lol Says:

    acho muito mal vc mostral imagens do holocausto ai é uma falta de respeito perente as vitimas do maior massacre em massa de judeus.

  2. Benjamin Bee Says:

    Muito mal é não mostrar as vítimas do holocausto. Falta de respeito é guardar as imagens na gaveta pra tentar esquecer, fingir que não aconteceu.

    Você considera falta de respeito porque estão associadas aquilo porque você não tem respeito. Estão associadas a um blog GAY e CATÓLICO.

    As imagens estão aí para lembrar os gays que nasceram há pouco, são crianças ainda e já são massacradas só por serem gays, como as crianças judias foram massacradas só por serem judias. Estão essas imagens aí para glorificar essas crianças que um dia foram massacradas para que o futuro não as massacre mais. Estão aí pelas crianças que virão.

    As crianças diferentes. As judias, as negras, as índias, as homossexuais, as impedidas de alguma habilidade, as pobres, as feias, as gordas, as pequenas demais, as grandes demais, as doentes, as terminais, as crianças elas mesmas, simplesmente crianças por pertencerem à religião diferente.

    As imagens das vítimas do holocausto judeu estão associadas às imagens das vítimas do holocausto da diversidade. Uma honra para todas elas. Vítimas.

    Negar o holocausto da diversidade é negar o holocausto dos judeu.

    • Prof.Dr. Abbud Says:

      Prezado Benjamin, como defensor dos direitos humanos, da liberdade de opção sexual e de crença, concordo consigo. O holocausto não deve ser negado, tampouco cingi-lo aos judeus – maiores atingidos pela “shoakh” – sem mencionar os homossexuais e ciganos. Recordo que o Yad Vashem em Israel presta homenagem aos homossexuais exterminados, e a ministra de justiça do referido país esteve presente à primeira união homo-afetiva do referido país. Parabéns pela coragem e coerência.

  3. Deborah MOnteiro de Barros Says:

    voces não sabem o que é o judaismo , eu já fui judia e posso afirmar existe discriminação entre si próprios, matam as almas entre eles mesmos!Eu nasci com um “defeito”genético que pra mim não existe defeito nato mas paguei muita humilhação por ter nascido hermafrodita!

  4. Deborah MOnteiro de Barros Says:

    coloca seu nome e mostra sua cara!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!para motrar que é de verdade mesmo !” infeliz!

  5. Benjamin Bee Says:

    Deborah, sua raiva não faz sentido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: