Archive for novembro \09\UTC 2010

JUSTIÇA SEJA FEITA

09/11/2010

 

Las condiciones de la vida han cambiado mucho y con ellas se ha avanzado enormemente en ámbitos técnicos, sociales y culturales. No podemos contentarnos con estos progresos. Junto a ellos deben estar siempre los progresos morales, como la atención, protección y ayuda a la familia, ya que el amor generoso e indisoluble de un hombre y una mujer es el marco eficaz y el fundamento de la vida humana en su gestación, en su alumbramiento, en su crecimiento y en su término natural. Sólo donde existen el amor y la fidelidad, nace y perdura la verdadera libertad. Por eso, la Iglesia aboga por adecuadas medidas económicas y sociales para que la mujer encuentre en el hogar y en el trabajo su plena realización; para que el hombre y la mujer que contraen matrimonio y forman una familia sean decididamente apoyados por el Estado; para que se defienda la vida de los hijos como sagrada e inviolable desde el momento de su concepción; para que la natalidad sea dignificada, valorada y apoyada jurídica, social y legislativamente. Por eso, la Iglesia se opone a todas las formas de negación de la vida humana y apoya cuanto promueva el orden natural en el ámbito de la institución familiar. 

 http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/homilies/2010/ 

documents/hf_ben-xvi_hom_20101107_barcelona_sp.html 

 

  
Nada disse Sua Santidade contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Um Papa nada teme e se quisesse dizer ser contra, diria sem meias palavras.

A mídia é que insiste em colocar palavras na boca alheia para gerar polêmica e vender jornal.

Numa análise isenta, nem o discurso de Fátima e nem agora no de Barcelona trouxeram sequer uma única crítica aos homossexuais. Nem poderiam.

Em Barcelona ele disse: “Por eso, la Iglesia aboga por adecuadas medidas económicas y sociales … para que el hombre y la mujer que contraen matrimonio y forman una familia sean decididamente apoyados por el Estado; … Por eso, la Iglesia … apoya cuanto promueva el orden natural en el ámbito de la institución familiar.”…
 

 

Bento XVI não poderia ter-se calado, não poderia deixar de fazer referência à família porque estava justamente consagrando o trambolho arquitetônico sarcasticamente hilário e debochado sinal dos tempos de Gaudi. Consagrado à SAGRADA FAMÍLIA. Jesus, Maria, José.

Siim, ele poderia ter generalizado: “.. para que los que contraen matrimônio” ao invés de: “para que o homem e a mulher que contraem matrimônio”. Mas não fez, porque seria o mesmo que justificar o matrimônio religioso entre pessoas do mesmo sexo e ele não pode derrubar a prescrição 2357 do Catecismo Católico, não ainda… não sem antes fazer a Igreja entender que afinal a homossexualidade NÃO É intrinsecamente DESORDENADA.

A 2357, a falha trágica do Catecismo Católico, que leva à homofobia que mata e induz à morte os próprios filhos é a mentira que por ignorância científica a ICAR propagou.

Ignorância que perdurou por séculos até que um Papa, gay de nascimento, ocupasse o Trono de Pedro, para que ele mesmo, nessas condições purificasse a Igreja dessa inverdade trágica.

Bento XVI, ao não condenar a homossexualidade reconhece que “Las condiciones de la vida han cambiado mucho y con ellas se ha avanzado enormemente en ámbitos técnicos, sociales y culturales.” Com isso, e tantas outras afirmações positivas, o Papa vem preparando a Igreja para que a prescrição 2357 seja definitivamente banida da doutrina católica sem traumas.

O drama está instalado. De um lado os homossexuais de hoje e do futuro clamando por justiça, e do outro, aqueles que ao longo de milênios e até os dias de hoje sufocaram suas vidas, abraçaram a morte da sua afetividade NATURAL, por terem reconhecido como legal uma afirmação que não se pode provar simplesmente porque é falsa.

Este é O PAPA. Ele mesmo, por toda a sua propria vida um injustiçado da ignorância científica. E só ele pode atenuar o sofrimento dos que com ele foram forçados a negar a si mesmos.

Porque ele é o Papa e porque ele é tão vítima da 2357 quanto todos os católicos.

A GRANDE VIRADA COM GOL DE BICICLETA DA INGLATERRA!

05/11/2010

 
 

Um juiz inglês impediu um casal – Owen e Eunice Johns – de adotar uma criança porque declaram-se contra a homossexualidade, o que poderia trazer danos à criança adotada no caso desta ser homossexual.

A decisão levanta realmente a gravíssima questão da adoção por casais homofóbicos, estes em geral pertencentes à congregações religiosas, porque estas pregam a “cura”, a imposição de terapias de reversão.

 

Os recentes suicídios alardeados pela imprensa americana, motivados por bullying contra adolescentes gays, têm como causa na sua origem o moralismo religioso nas igrejas, porque estas é que geraram e continuam incrementando a cultura da homofobia.

Assim, é de se perguntar sem dúvidas, se casais adeptos de religões não inclusivas estão aptos à adoção.

O jogo virou. O Vaticano não terá mais como manter a prescrição 2357 do Catecismo Católico sob pena de que os casais católicos que pleiteam adoção não estejam aptos a realizar a felicidade dos adotados, antes poderão induzí-los ao suicídio.

Vejam a matéria em inglês:

 http://www.dailymail.co.uk/news/article-1325311/Gay-rights-laws-danger-freedoms-Bishops-speak-homosexuality.html

 

 

EVANGELIZAR POR OSMOSE

03/11/2010

DEUS NOS AMA, SIM. E NOS PRESENTEIA SEMPRE.

01/11/2010

852 Hz Frequency Returning to Spiritual Order

 

528 Hz Frequency Transformation and Miracles (DNA Repair) 

 

 

 

 

 


%d blogueiros gostam disto: