A BELEZA NUNCA ESTÁ NA CARA

TRIBUTO A MAHALIA JACKSON

A beleza nunca está na cara. NUNCA!!

E a felicidade nunca depende do que está fora da alma.

A grandeza dessa mulher é em todos os sentidos. Tudo o que ela cantou e como cantou era encantador. Divinamente inspirada.

É daqueles artistas que moram nas nossas vidas como alguém tão perto de nós quanto nós mesmos.

It’s a highway to Heaven!

É da família!

Voltará sempre ao Gay Católico.

NA EUROPA (MEMORÁVEL!)

Não deixem de ver sua breve biografia no

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mahalia_Jackson

Tags: , , , ,

3 Respostas to “A BELEZA NUNCA ESTÁ NA CARA”

  1. Kiko Riaze Says:

    Que voz! Mahalia Jackson simplesmente abre a boca e deixa a sua alma fluir em canto! A notas que ela alcança em Highway to Heaven são de arrepiar e é notória a simplicidade com que ela desempenha o seu trabalho. É tudo sincero e intenso. Prova de que não adiantam camuflagens estéticas, moda ou qualquer outro artifício para se lançar ao estrelato, quando no final, o que fica é a obra que provém do talento verdadeiro.
    Que delícia de postagem Ben!

  2. Benjamin Bee Says:

    Não é mesmo, Kiko? Essas gravações têm mais de quarenta anos. E é música religiosa! Lembro da Jannis Joplin que era assim. É preciso ser muito louco para ir fundo dentro de si mesmo e permitir que tudinho venha à tona na frente de centenas, às vezes milhares de pessoas. E sem desafinar… Pelo contrário indo no melhor do tom. E honesta, não é? Ah! Eu fico louco com isso.

    Se você viu o vídeo da apresentação na Europa, reparou que falta um dente no maxilar inferior? Ela transpirava em bicas e não deram uma toalhinha, um lencinho pra ela… Ela enxugava o rosto inteiro com as próprias mãos. E o cabelo? Quem não sabe quem foi essa mulher pensa que é um exú. Cantar para Deus era pra ela tudo.

    Você viu a biografia dela no Wikipedia? Nos EUA houve uma vasta geração de cantoras assim. Negras, claro. Só a Joplin era branca, mas cantava como só um negro é capaz de cantar. Tem também o Joe Cooker que é branco…

    A música dela não era pop e essa é uma grande diferença. O pop permite tudo, já o religioso não. Tem que ser é muito bom para cantar música religiosa assim. O gospel tem essa tradição. O gospel antigo, bem dizendo… que esse dos evangélicos brasileiros ainda tem muito que aprender.

    Acho que vai ser difícil porque pra cantar do jeito que Mahalia cantava só quem sabe da dor da chibata.

    Mahalia Jackson é o que se pode chamar de LENDÁRIA.

    Fico tão feliz que você tenha gostado. Kiko. É preciso muita sensibilidade e sofisticação para alcançar a beleza dessa história. É preciso muito amor mesmo. Parabéns!

  3. Kiko Riaze Says:

    Pois é, Ben! Apesar de não ser cristão, eu creio ter uma sensibilidade que me faz ser capaz de separar as coisas e admirar o que é bom de fato. A música gospel é celeiro de grandes talentos, aliás, é raríssimo encontrar cantores com vozes tão potentes e que cantam com o coração em outros segmentos da música.
    Muitos dos grandes cantores americanos que conhecemos iniciaram suas carreiras dentro da música gospel ou dentro de suas igrejas, como Elvis, Aretha, Ray Charles, Whitney Houston, só pra citar alguns. Todos MARAVILHOSOS!
    Ah, só para vc ter uma idéia, ainda falando de música religiosa: tenho um grande amigo que é monge beneditino em São Paulo e ele me enviou certa vez uns arquivos com músicas gregorianas que eu amo! Vira e mexe as coloco em meus momentos de meditação. Aliás, ouví-las por si só já é uma meditação. Passam uma paz tão grande!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: