PRÓLOGO

Os gays não têm acesso à tranquilidade existencial porque seus direitos políticos, sociais e religiosos lhes vêm sendo negados sistematicamente pelos legisladores, estes influenciados que são pelo eleitorado majoritariamente de crentes de todas as religiões, controlados por sua vez pelos seus respectivos magistérios.

O Magistério da maior das denominações cristãs, o Católico, como o de quase todas as outras denominações cristãs, bem como o judaísmo e islamismo, ancoram-se no Levítico e no que chamam de lei natural para não reconhecer a homoafetividade. O mais insistente argumento que lhes impõe o entendimento literal de Levitico 18, 22 é que Deus criou somente o macho e a fêmea, e para que procriassem. Portanto, macho com macho é inadmissível.

Por conta disso a teologia católica, que se expressa no Catecismo Católico dá a homossexualidade como “intrinsicamente desordenada”, que é o mesmo que dizer que o homossexual é mentalmente perturbado. Em outras palavras: doente sujeito à cura.

As investigões científicas levadas a termo em 2008 por suecos e ingleses apontam com força e segurança que os sexos não são apenas os dois reconhecidos pelo formato aparente da genitália. A ciência provou ser natural a multiplicidade de gêneros. Contudo, a religião contesta, e, sem apresentar a prova em contrário.*

Dado que a prova científica é recente, o Magistério Conservador por excesso de zelo continuará fundeado onde está, na idéia de uma lei natural restritiva.

Já a teologia cristã progressista abre o entendimento da Criação. Para ela, Deus como O Criador que é, criou não só macho e fêmea, mas todas as variações entre esses extremos, e não só para procriar biológicamente mas também, e principalmente para procriar no espírito. O que não está manifestado de forma explícita no texto sagrado, mas de onde se pode subentender com clareza, inclusive sob pena de contrariar o Plano de Deus no caso de se omitir essa compreensão expandida. Significa que a teologia de ponta está mais afinada com os propósitos divinos. Os teólogos avançados enxergam melhor a grandeza maior de Deus.

Entretanto, apesar da resistência da conservadora teologia católica estar presente nos países latinos e de eleitorado católico, a justiça vem sendo paulatinamente distribuída aos gays, à revelia da Igreja e em sintonia com as civilizações mais avançadas do planeta. O que significa que a luta dos gays pela sua paz caminha inexoravelmente para a vitória.

E finalmente, por mais contraditório que possa parecer, é a ciência político-jurídica que acompanhando a vanguarda da teologia, vem desvendando o olhar para mais adiante no Mistério Divino e Seu Plano.

* Pode-se tomar conhecimento das teses científicas acima mencionadas nos seguintes links:

http://www.pnas.org/content/105/27/9403.abstract?sid=bf6e65de-7e21-4ec5-9f22-174d9383698b

http://www.eurekalert.org/pub_releases/2008-06/qmuo-hbd062608.php

http://ciudadania-express.com/2010/02/27/la-homosexualidad-predeterminada-geneticamente-ortiz-suri/

2 Respostas to “PRÓLOGO”

  1. O AMOR É O ESPÍRITO DE DEUS PRESENTE E VISÍVEL EM CADA UM DE NÓS E NO OUTRO. « Gay Católico Says:

    […] pelos gays por serem católicos, pelos católicos por serem gays e pela sociedade heteronormativa. [02] Contamos apenas um caso em três episódios de como um gay se torna católico a despeito da […]

  2. Andrea Foltz Says:

    Ben! Coloquei seu blog na minha sessão de favoritos. Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: